Um espaço de informação para os FEIRANTES das Beiras

01
Jul 08

Meu caro Moisés Gaspar

O seu comentário acido sobre o cartão único merece-me varias reflexões:

1- O cartão único não tem que ser requerido por uma associação mas a associação de feirantes das beiras decidiu faze-lo prestando esse serviços aos seus  sócios (de borla) e como estamos num pais livre também nós somos livres de prestar aos nossos sócios os serviços que assim desejar-mos.

2- Que os feirantes são inteligentes já nos sabemos e não precisamos do aval duvidoso dos funcionários das câmaras municipais.

3- Qual a utilidade do cartão único ?

Só um cego não vê a utilidade do cartão único e como não o conheço não sei se é cego ou não. Mas passo a mostrar algumas das vantagens do cartão único:

- na sua carteira se é feirante devem andar mais de 6 cartões de feirante renováveis e pagos anualmente.

- com o cartão único passa a andar só com 1 e pago de três em três anos.

- por exemplo em Viseu o cartão custava 12 € por anos  o que multiplicado por três anos custa 36 € o cartão único custa só 15 € e se for um forreta logo aqui poupa 21 €.

- mas á mais vantagens como deixar de andar a pedinchar ou porque não dize-lo claramente a "ajeitar-se"  com o  fiscal da câmara A ou B para fazer a feira A ou B.

- os feirantes deixaram de estar municipalizados para serem Portugueses de todo o Portugal.

4- Que tal levantarem o rabinho da cama ás 4 h da manha?

Devo informa-lo que não é nosso habito dormir muito e que na zona da nossa influência distritos de Viseu, Guarda, Aveiro, e parte de Coimbra e Castelo Branco nós visitamos assiduamente as feiras para saber os problemas e anseios dos feirantes nossos sócios. E lições de trabalho não lhe admitimos só lhe respondo porque não o conheço e como já disse nesta resposta não sei se é cego ou gosta de o ser.

5- Quanto ao bom uso do dinheiro da quotas só admitimos criticas acidas ou não aos nossos sócios e como o senhor não o é não tem dar criticas boas ou más.

6- Em tudo o resto penso que lhe faria bem um banho de humildade e camaradagem e associar-se na associação mais próxima (Lisboa, Porto, Viseu, Algarve) pois o futuro das feiras passa pelo associativismo dos feirantes e não pelo individualismo acido como o suas criticas evidenciaram. 

Se decidir ser mais um companheiro, colega, camarada na estrada que leva a melhores feiras no futuro continue para criticar construtivamente para deitar acido já basta ou feirante o momento económico difícil.

Delfim Almeida

 

Associação de Feirantes das Beiras

Av. Manuel Loureiro 64 - Pascoal

3515 - 210 Viseu

 

963407875

 

publicado por afeirantesdasbeiras às 19:00

Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
25
26

27
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO